O Marketing Digital não é, de todo, uma área estanque, e nós estamos atentos às suas transformações. Queremos ajudá-lo a perceber quais são as principais tendências para 2018 e de que forma podem impactar o seu negócio.




Dizer que o Mundo está cada vez mais digital não é novidade: os dispositivos móveis são, atualmente, os mais utilizados (51%) para navegar na internet e, independentemente da estratégia de marketing da sua empresa, isto terá impacto na forma como se relaciona com os seus clientes.




De uma forma geral, as principais tendências de Marketing Digital para 2018 não diferem muito das tendências que apontámos em 2017, pelo contrário, há uma evolução no sentido de acompanhar as novas tecnologias que cada vez mais dominam as nossas vidas. Fazer compras, pagar faturas, responder a emails, pesquisar serviços, fazer reservas, ler as notícias do dia, ouvir música, assistir a vídeos e até mesmo trabalhar são atividades que se podem fazer - e fazem-no cada vez mais! - através do smartphone, que se afirma como alternativa ao computador, à televisão e à consola de jogos.





Principais Tendências Digitais




# Conteúdo



O conteúdo está na base de todas as comunicações digitais: redes sociais, SEO, anúncios, email marketing, geração de leads, otimização de CTR, landing pages, websites... e a lista continua.
Em 2017, dissemos-lhe para apostar em conteúdos relevantes e direcionados para os seus clientes. Então o que muda em 2018? A palavra chave é inovar! Inove na forma e aposte em artigos de blog, infográficos e vídeos originais e criativos que captem a atenção do seu público alvo; inove no discurso e fale diretamente com os seus clientes para que estes se relacionem com a sua marca muito para além do momento da venda. Esta personalização fará com que os seus clientes se sintam especiais e, por isso, fiéis à sua marca.


Conteúdo




O Content Marketing custa cerca de 62% menos que o marketing tradicional e gera 3 vezes mais leads.
- DemandMetric, 2016 -



Dica: Conheça os seus clientes: que websites visitam, o que compram online, como se comportam das redes sociais e quais os hábitos de consumo são informações importantes para a criação de conteúdo relevante e personalizado.





# Big Data



Todos os dias, milhões de utilizadores preenchem formulários, respondem a inquéritos, registam-se em websites e subscrevem newsletters. A questão é: o que é feito com toda essa informação?
Em 2018, a tendência é estudar toda a informação – Big Data – e transformá-la em insights para o mundo dos negócios, permitindo a identificação de padrões e a análise de mercado de forma a maximizar o lucro das empresas. Segundo a IBM, “Big Data = Big Opportunity” e a explicação é simples: se utilizar a informação em prol da sua empresa, pode aumentar os seus resultados exponencialmente. Contudo, se não fizer nada com a informação, a equação pode mudar para “Muitos dados não trabalhados = muito sarilho”!


Big Data






2.5 exabytes de informação são criados todos os dias.
- NYSE, 2016 -



Dica: Mantenha a base de dados dos seus clientes atualizada e com o maior número de informação possível. Por exemplo, se tiver uma campanha para uma determinada faixa etária, vai comunicá-la todos os seus clientes ou só aos que se enquadram nessa faixa?





# Marketing de Influenciadores



Já deve ter reparado que há cada vez mais contas – no Instagram, no Facebook, no Youtube – a fazer publicidade a determinadas marcas/produtos e que têm largos milhares de seguidores. Essas contas são de pessoas que conseguem influenciar os hábitos de compra de quem as segue – são os influenciadores.
O Marketing de Influenciadores foi uma das ferramentas mais utilizadas em 2017 e a tendência para 2018 é que seja fundamental na estratégia de Marketing Digital de qualquer empresa, uma vez que há cada vez mais consumidores das gerações Z e Y – as mais jovens –, céticos em relação às técnicas de marketing tradicionais, mas muito atentos a esta tendência.
Neste sentido, as redes sociais são o aliado perfeito das marcas que querem melhorar o envolvimento com os seus públicos-alvo e ao escolherem uma personalidade com a qual a audiência se identifique, conseguem aumentar a ligação marca-cliente.


Marketing de Influenciadores






94% das marcas que utilizam o Marketing de Influenciadores acredita que é uma estratégia eficaz.
- Business2Community, 2017 -



Dica: Escolha uma personalidade adequada ao seu público-alvo. Se pretende impactar um público jovem, os Youtubers são ideais para publicitar o seu negócio. Contudo, se o seu público-alvo estiver numa faixa etária superior, opte por personalidades ‘mais tradicionais’.





# Inteligência Artificial / Machine Learning



Foi o top trending da Web Summit em 2017, com a pergunta “A Inteligência Artificial vai salvar-nos ou destruir-nos a todos?“ a ser respondida por dois robôs: a Sophia e o Professor Einstein. Ambos defendem que a esta tecnologia não vai destruir os humanos. Ufa!
Mas a verdade é que a Inteligência Artificial está cada vez mais presente nas nossas vidas: os e-mails automáticos e os chatbots são a forma mais básica da utilidade que damos a esta tecnologia mas a tendência é que os interlocutores automatizados tenham um papel fundamental na relação marca-consumidor, revolucionando o mundo dos negócios.





Até 2035, prevê-se que o impacto das tecnologias de Inteligência Artificial aumente a produtividade laboral até 40 por cento, permitindo aos trabalhadores utilizar o seu tempo de forma mais eficiente.
- Accenture, 2016 -



Dica: Opte por campanhas de e-mail marketing automatizadas. Para além de poupar tempo, irá consiga medir o sucesso das suas campanhas e segmentá-las para os seus diferentes públicos-alvo.





# Chatbots & Messaging Apps



As redes sociais revolucionaram a forma como marcas e consumidores interagem entre si e, se há uns anos atrás, era normal um cliente esperar dias por uma resposta, atualmente, o cliente quer uma resposta imediata, caso contrário procura outra solução.
Com os chatbots e as messaging apps, as empresas garantem respostas em tempo real - 24horas por dia, sete dias por semana – e a tendência é que existam cada vez mais empresas a apostar em chatbots e aplicações como o Facebook Messenger e o WhatsApp para interagir com os seus consumidores. A Burguer King, por exemplo, já utiliza esta tecnologia, conforme é demonstrado neste vídeo.





Por mês, há 12.000 bots ativos no Facebook Messenger.
- Businness2Community, 2017 -



Dica: Utilize o chatbot para conhecer os seus clientes. Defina os dados que quer obter e seja criativo na forma como aborda os seus clientes. Veja o exemplo da cadeia sueca IKEA que transformou um questionário de satisfação numa conversa descontraída com um chatbot.





# Realidade Aumentada e Virtual



Muitas vezes confundidas, convém esclarecer que são tecnologias diferentes: a realidade aumentada acrescenta conteúdos digitais ao mundo real; a realidade virtual substitui o mundo real por elementos digitais.
A tendência para 2018 é dar aos consumidores uma experiência memorável e diferenciadora através destas tecnologias. O setor imobiliário, por exemplo, já utiliza estas realidades e dá aos consumidores a possibilidade de ver espaços – muitos deles ainda em fase de construção - sem sair do conforto do sofá.





Até 2020, 1000 milhões de consumidores farão compras em realidade aumentada.
- Gartner, 2016 -



Dica: Leve os seus clientes ao seu estabelecimento, sem saírem de casa. Recrie a sua loja em realidade virtual e permita que os seus clientes interajam com os seus produtos.





# Vídeo & Livestreaming



Já aqui falamos da importância do conteúdo e o vídeo é, sem dúvida, a tendência a seguir em 2018. Os diretos nas redes sociais – Instagram, Facebook, Snapchat, etc – são ótimos para captar a atenção dos consumidores e possibilitam uma maior interação entra a marca e seu público. A tendência é que cada vez mais empresas utilizem o streaming nas suas estratégias de marketing digital para impactarem a sua audiência.





Em 2020, 80% do tráfego global de internet será em vídeo.
- Business2Community, 2017 -



Dica: Aposte em vídeos originais para cativar o seu público-alvo. Os diretos são cada vez mais importantes, mas garanta que o seu vídeo tem um aspeto profissional para não perder credibilidade junto dos seus clientes.





# Mobile



Sim, vamos voltar a falar da importância do mobile nesta última tendência. Porquê? Porque os seus clientes – atuais e potenciais – utilizam os smartphones para realizar todo o tipo de pesquisas e tomadas de decisão, portanto a informação que partilha com eles tem de estar otimizada para dispositivos móveis.
E nesta nova era do imediatismo há outro fator a ter em conta: o tempo de carregamento de uma página. Segundo a Google, 53% das visitas a websites são abortadas se um website demorar mais de três segundos a carregar. Sim, leu bem. Três segundos. É por isso que as Accelerated Mobile Pages (AMP) são fundamentais na estratégia de SEO das marcas.





82% das pessoas com smartphone afirma que faz pesquisa no telemóvel sobre produtos que estão pestes a comprar numa loja.
- Google, 2016 -



Dica: Aposte num website responsivo e garanta que o conteúdo que partilha com os seus clientes está otimizado para dispositivos móveis. O seu website pode estar muito bem estruturado e ser visualmente apelativo, mas se não for responsivo não servirá de nada para os clientes que chegam até si através do telemóvel.




Estas são as principais tendências de Marketing Digital para este ano de 2018. Inovar, personalizar e segmentar são algumas das keywords mais importantes para acompanhar a evolução destas tendências e se precisar de ajuda para dar um novo impulso ao seu negócio, nós estamos aqui para o ajudar. Fale connosco.